Município de Almodôvar

Abastecimento de Água e Saneamento

Para o Município de Almodôvar, assegurar o abastecimento de água com qualidade e quantidade é um objetivo essencial, de forma a salvaguardar a saúde e o bem-estar da nossa população e promovendo a utilização sustentável deste recurso imprescindível.

A 13 de agosto de 2009 foi estabelecido um contrato parceria pública entre o Estado Português e 21 municípios do Alentejo, inclusive o de Almodôvar, com a finalidade de estabelecer o novo Sistema Público de Parceria Integrado de Águas do Alentejo (SPPIAAlentejo). A 25 de setembro de 2009, os parceiros assinaram um contrato de gestão no sentido de a empresa Águas Públicas do Alentejo - AgdA - passasse a assegurar, em cada Concelho, a exploração e a gestão dos serviços públicos de abastecimento de água e saneamento de águas residuais dos sistemas "em alta". A 1 de janeiro de 2011, a AgdA iniciou a sua atividade no Município de Almodôvar, ficando o Município responsável pelos sistemas "em baixa" e pelos sistemas de menor dimensão.

A Câmara Municipal de Almodôvar tem realizado melhorias significativas na distribuição de águas, quer ao nível do aumento das populações abrangidas, quer a nível da intervenção nos sistemas existentes, bem cmo na construção de novos sistemas, com o objetivo de atingir uma cobertura quase total da população do Concelho, criando-lhe melhores condições de habitabilidade.

 

Sistema de Abastecimento

É o conjunto de equipamentos e infraestruturas que englobam a captação, o tratamento, a adução, o armazenamento e a distribuição de água para o consumo humano.

No Concelho de Almodôvar existem 29 sistemas de abastecimento de água para consumo humano que distribuem emmédia 1077 m3/dia, e abrangem cerca de 6450 habitantes.

Consulte AQUI o mapa dos sistemas de abastecimento de água ao Concelho de Almodôvar.

 

Qualidade da Água

De acordo com a legislação em vigor, o DL 306/2007 de 27 de agosto, são efetuadas análises periódicas aos vários sistemas de abastecimento, com a finalidade de assegurar a qualidade da água distribuída.

A entidade gestora (Câmara Municipal) deve no início de cada ano elaborar um Programa de Controlo da Qualidade da Água para consumo humano (PCQA), onde conste a calendarização das análises, os vários pontos de amostragem pré-estabelecidos, os parâmetros a analisar e a sua frequência. Este programa carece da aprovação da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), que é a autoridade competente para a coordenação e fiscalização da legislação que regula a qualidade da água para consumo humano.

Os parâmetros a analisar dividem-se em três grupos: Parâmetros de Controlo de Rotina 1, Parâmetros de Controlo de Rotina 2 e de Controlo de Inspeção. As situações de imcumprimento dos valores limites estabelecidos, são comunicadas de imediato à autoridade de saúde e à ERSAR, sendo simultaneamente tomadas as medidas corretivas consideradas adequadas. Os resultados obtidos das análises de PCQA são afixados trimestralmente por meio de editais nos locais visíveis a população e enviados para a autoridade pública.

Consulte AQUI os editais de Controlo da Água para Consumo Humano. 

 

 

Sugestões de Leitura/artigos relacionados: